Telefone: (51) 3029-3399

Rua Dona Laura, 320 - 9º andar

(estacionamento convênio na entrada do prédio - 10% desconto) 

Ronco

Ronco é o termo utilizado para descrever o ruído que algumas pessoas fazem quando estão dormindo. Mais especificamente, ronco é o barulho resultante da vibração do ar na via aérea parcialmente fechada. Em certos casos, o ronco pode interferir na vida do roncador e na das pessoas que convivem, dormem, com ele.

 

O ronco se origina na garganta, causado por um colapso na região ao deitar. Esse colapso, fechamento, pode ser ocasionado por tônus muscular incompetente, um relaxamento da musculatura da garganta, com queda da língua para trás fazendo vibrar a musculatura lateral; pelo aumento de estruturas como amígdalas, úvula e adenóides; pelo acúmulo de gordura na submucosa da garganta, ou ainda por patologias que lavam a obstrução nasal, como desvio do septo nasal, pólipos nasais, tumores e rinites.

Em alguns casos esse ronco pode se tornar patológico e levar a Apnéia do Sono. Atualmente já existem exames especializados para tratar os roncadores. Inicialmente o roncador deve ser avaliado pelo Otorrinolaringologista para um exame detalhado do nariz e garganta e posteriormente pode ser submetido à polissonografia, que é um exame que analisa o sono e registra o grau de apnéia.

 

Existem medidas simples que podem ser adotadas pelas pessoas que roncam para facilitar o sono e evitar o relaxamento da musculatura da garganta: evitar uso de tranqüilizantes ou remédios que provoquem sono; dormir de lado; elevar a cabeceira da cama; evitar bebidas alcoólicas e refeições pesadas antes de dormir.