Telefone: (51) 3029-3399

Rua Dona Laura, 320 - 9º andar

(estacionamento convênio na entrada do prédio - 10% desconto) 

Audiologia

O sistema auditivo nos permite o monitoramento de eventos ambientais e o processamento de eventos acústicos, responsáveis por fornecer informações como fala, comunicação de forma geral e processamento do pensamento. Depende destes fatores nosso bem-estar ou não. Ou seja, do ambiente em que estamos e de como as informações externas são processadas em nosso organismo. Para estudar esses aspectos – audição e sons –, há um ramo da fonoaudiologia chamado audiologia.

Audição e som

O som pode ser explicado como uma energia vibratória transmitida por ondas de pressão no ar ou outro meio que o faça propagar (água, pedra ou metal, por exemplo). A audição, por sua vez, é a percepção desta energia. Essa percepção é o foco de um estudo científico chamado psicoacústica.

No caso da audiologia, o estudo se concentra na propagação do som no ar, pois se trata do meio que as pessoas estão expostas. A elasticidade deste meio vai determinar se o som será transmitido de maneira mais fácil e rápida ou de maneira mais difícil e devagar. A definição da velocidade do som no ar resultará do deslocamento das moléculas de ar num intervalo de tempo. Por exemplo, quanto maior a temperatura e a umidade, maior a velocidade do som; quanto maior a altitude, menor a velocidade do som.

A qualidade do som também é um aspecto importante a ser analisado. No caso, a altura do som é determinada pela frequência das ondas que propagam o som. A partir da altura, podemos classificar um som em grave ou agudo. Sobre a qualidade do som, ainda vale destacar que a intensidade tem relação com os sons fortes e fracos.