Telefone: (51) 3029-3399

Rua Dona Laura, 320 - 9º andar

(estacionamento convênio na entrada do prédio - 10% desconto) 

Lembre-se dos cuidados com os ouvidos no verão

No verão, os casos de otite aumentam muito, principalmente em crianças, por conta das férias na praia ou piscina. A água é o vilão nessa história. Mas alguns cuidados simples, básicos, podem evitar problemas que vão atrapalhar a diversão.

Não use tampões

Isso mesmo, não use tampões para natação, pois eles não evitam a entrada de água, principalmente em mergulhos. Como não existe pressão para a água sair, ela acaba ficando muito tempo dentro do ouvido, predispondo o desenvolvimento de infecções.

Tempo demais na água é prejudicial

As otites externas ocorrem pelo excesso de tempo que se passa dentro da água, seja praia, seja piscina. Como a pele do canal do ouvido é muito fina e sensível, podem ocorrer microfissuras e consequentemente infecção. Esse tipo de problema provoca muita dor e pode gerar pus e febre.

Não quebre ondas de lado

Para manter o equilíbrio na hora que a onda bate, muitas pessoas têm o hábito de ficar de lado, mas isso pode ser prejudicial aos ouvidos. Se a onda pegar em cheio, pode até perfurar a membrana do tímpano.

Como tirar a água do ouvido?

Inclinar a cabeça ou deitar de lado pode resolver. Se a água não sair, nada de improvisar, procure um médico. Nunca coloque álcool, azeite ou coisas do tipo. Deixe o profissional orientar você para não provocar um problema maior.

Cuidado ao mergulhar

Existem pessoas mais sensíveis que podem sentir muita pressão e dor ao mergulhar. Se isso acontecer, não insista, emerja. Se houver dor persistente fora da água, procure um médico.