Telefone: (51) 3029-3399

Rua Dona Laura, 320 - 9º andar

(estacionamento convênio na entrada do prédio - 10% desconto) 

Nem toda vertigem é labirintite

A labirintite é uma doença do ouvido que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição e pelo equilíbrio. Erroneamente, as pessoas passaram a acreditar que toda e qualquer vertigem significa labirintite – que é uma inflamação do labirinto. Conheça as principais doenças do labirinto:

Cinetose: frequentemente confundida com labirintite, apresenta tontura, acompanhada de náusea, palidez e sudorese. Acontece durante os passeios em veículos em movimento e piora durante o movimento sequencial do olhar.

Doença de Meniére: os sintomas incluem uma sensação de tontura (vertigem), perda auditiva e zumbido e pressão nos ouvidos. A vertigem pode causar náuseas e desequilíbrio. A perda auditiva pode ser permanente. Medicamentos para enjoo por movimento ou náusea podem ajudar a controlar os sintomas.

Vertigem posicional paroxística benigna (VPPB): é um distúrbio comum, que causa curtos episódios de vertigem (uma sensação falsa de movimento ou giro) em resposta a mudanças na posição da cabeça que estimulam o canal semicircular posterior do ouvido interno. Para tratar o problema, o médico realiza uma manobra, fazendo movimentos com a cabeça do paciente, para reposicionar os cristais do labirinto.

Neurite vestibular: vertigem rotatória, alteração do equilíbrio, náuseas e vômitos de instalação súbita e sem alteração auditiva concomitante.